manhã de sol com azulejos [mais chico alvim]

agosto 29, 2011 § Deixe um comentário

Tudo se veste da cor de teu vestido azul

Tudo — menos a dona do vestido:

meus olhos te passeiam nua

pela grama do campo de golfe

 

Uma curva e ei-nos diante de meu coração

 

Não amiga

não temas;

meu coração é apenas um chapéu surrado

que humildemente

estendo

para colher um pouco da tua graça distraída

de teu dia

[ALVIM, Francisco[

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para agosto, 2011 em Manter em cárceres privados..