a cara de um,

junho 1, 2010 § Deixe um comentário

— a foto que vi não gostei não, era sua, eu sei, mas logo eu que sempre achei que tudo que viesse de você me tocaria bonito, me jogaria pra escanteio. mas nem. eu não sei como dizer outra coisa, além de não gostei, de que você me preocupa, de que teu tenho sim um carinho que vira descarinho porque eu já não me importo tanto assim. eu sempre vi você com olhos que não eram meus. no fim, o seu mundo era tão maior pra mim que você era insuficiente. huh, mas é engraçado porque quem vê acha que eu to falando de amor aqui, de sexo e desejo, mas não, não é. a gente nem esteve perto disso, a gente nem nunca quis. nunquinha.

— peraí, nunquinha não.

Anúncios

Marcado:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento a cara de um, no Manter em cárceres privados..

Meta

%d blogueiros gostam disto: