sete e trinta

janeiro 13, 2010 § 1 comentário

acho que hoje esse onibus enche, sempre com as mesmas pessoas: o moço do chapéu, aquela que acho que é russa com o esquentador-de-orelha, a menina que acho que é mulher, a senhora simpática que sempre dá bom dia ao motorista e de tanta rotina já conhece a família dele, o mano que sempre ouve o hiphop, o senhor sério com o ar inglês, os meninos da escola que sempre falam da bunda das meninas, *suspiro//

porque o assento do meu lado sempre está vazio?

Anúncios

Marcado:

§ Uma Resposta para sete e trinta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento sete e trinta no Manter em cárceres privados..

Meta

%d blogueiros gostam disto: