desculpe, …o quê?

novembro 4, 2009 § Deixe um comentário

o lápis, quando o é, afunda no papel que sangra.

os sulcos, os pequenos vãos entre os silêncios — todos enervados, — trazem de um jeito ou de outro a sugestão da passagem. quase mesmo como um raio, um trem, como um chamado ou um psiu, um efeito dopler.

tenho a impressão, piegas que só, de que o lápis sabe sim dos círculos que traceja, das retas finitas e reincidentes que trazem mais que uma certeza de dúvida; uma vontade de se continuar a passagem dos dizeres.

/na minha opinião, o lápis, se fosse gente, andaria com um ~chapéu para se lembrar de que há algo acima de nós.~

Anúncios

Marcado:, , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento desculpe, …o quê? no Manter em cárceres privados..

Meta

%d blogueiros gostam disto: