do tipo, foda

maio 31, 2009 § Deixe um comentário

leia aqui

 

não preciso dizer mais nada.

aliás, se disser, estrago.

Anúncios

classificados nº1

maio 31, 2009 § 3 Comentários

tem a garganta doída de pensar em dizer, o saco mais-que-cheio com as mesmas coisas, e nenhum tesouro por enquanto. procura-se novas sarnas.

sem censura

maio 31, 2009 § Deixe um comentário

– oi. desinfeta.

– quê?

– é, é.

mas, como pode?

maio 30, 2009 § 1 comentário

– mas, e quando é que a gente volta pra qualquer lugar que seja?

– eu te pergunto quando é que a gente saiu de vez.

pois é

maio 28, 2009 § 2 Comentários

eu só sei que avoou, longe assim, e foi-se embora de repente..

– poxa, e eu nem vi chegar

receita número 1

maio 27, 2009 § 1 comentário

anda anda anda, mas não chega. deixa ficar aqui nesse caminho sem fim falando sobre qualquer coisa. a gente só precisa da companhia

 

/joga tinta azul, deixa escorrer. pronto. vira um céu.

arram, arram

maio 26, 2009 § Deixe um comentário

– mas eu tô mesmo meio sem fôlego, amor. fuma um cigarrinho pra gente dar uma pausa, vai… não aguento mais andar em círculo

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para maio, 2009 em Manter em cárceres privados..