adosclassific

março 4, 2009 § Deixe um comentário

–   mas o cheiro ficou. o texto que existe

e aí a gente muda de olho; e o texto que se digita é uma coisa estranha, se dá na rua. é uma coisa que invade, que presta atenção na conversa dos outros, como bigbróder e molda uma coisa do outro. digita-se textos que não tem nada de texto, que sacrifica, que toma um café falando de filme francês. uma coisa que se afirma e que nasce com a gente, morre antes e esvazia o mundo de gente; digita-se textos daqueles bons do tipo romance, com cheiro de cueca melada e perfume barato. digita-se textos, sem gozo

Anúncios

Marcado:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento adosclassific no Manter em cárceres privados..

Meta

%d blogueiros gostam disto: